Procurar na página


Contacto

Dúvidas e Orçamentos

(12)9 9181-8992 (whats)
(12)9 9722-5487

O que o arquiteto apresenta ao cliente?

 

Na maioria dos casos, o projeto de arquitetura divide-se em etapas: Estudo Preliminar, Anteprojeto, Projeto de Prefeitura, Projeto Executivo e Projetos Complementares.

Exemplo de projeto arquitetônico. Desenho das plantas, cortes, fachadas e detalhes. 

Foto: www.jd.arq.br

Estudo Preliminar

O Estudo Preliminar é subdividido em 3 etapas: o levantamento de dados, o levantamento das restrições legais e um levantamento das necessidades do cliente.

levantamento de dados  é a pesquisa sobre o tema e o levantamento dos fatores condicionantes do projeto, tais como as características do terreno e do entorno.

levantamento das restrições legais  é uma consulta ao Código de Obras Municipal, à Lei de Uso e Ocupação do Solo, ao Código Ambiental, etc; 

Por fim, o levantamento das necessidades do cliente:  também conhecido como Programa de Necessidades, é o levantamento do estilo preferido, das necessidades dos moradores ou usuários, da disponibilidade financeira, etc.

O Estudo Preliminar tem como produto final: plantas de todos os pavimentos, planta de implantação esquemática, cortes esquemáticos, desenhos das fachadas, maquetes físicas e/ou eletrônicas e um pré-orçamento estimativo da obra.

Exemplo de maquete eletrônica desenvolvida por nós. Ela facilita o entendimento do projeto, além de servir para testes de formas, materiais de acabamento e cores.

Anteprojeto

A partir do Estudo Preliminar aprovado pelo cliente, será desenvolvido o anteprojeto arquitetônico. O anteprojeto é a versão mais detalhada do Estudo Preliminar com um pré-orçamento estimativo da obra.

 

Projeto de Prefeitura

Compreende o projeto apresentado aos órgãos municipais para efeito de aprovação e obtenção de licenças e alvarás, de acordo com as normas vigentes.

 

Projeto Executivo Arquitetônico

É a solução definitiva do anteprojeto, representada em plantas, cortes, fachadas, especificações e memoriais. 

 

Projetos Complementares

São os projetos que devem estar em compatibilidade com o projeto executivo de arquitetura. Constituem-se de projetos de hidráulica, de estruturas, de elétrica, de decoração de interiores, etc. Estes projetos complementares poderão ser desenvolvidos pelo próprio arquiteto contratado ou poderão vir a ser contratados como serviços adicionais prestados por fimas ou profissionais especializados.

 

Exemplos de projetos complementares de elétrica e hidráulica (da esquerda para a direita)

Fotos: www.fazfacil.com.br e www.quebarato.com.br